7 de julho de 2020

Padre Dirceu de Rocco comenta sobre a 43° Romaria em Campos Novos

Padre Dirceu de Rocco 

O momento de pandemia mundial do Covid-19 e o cancelamento de inúmeros eventos em virtude da aglomeração de pessoas geram incertezas sobre a realização de eventos em Campos Novos. A ExpoCampos que seria realizada no mês de maio, por exemplo, foi cancelada, a festa de São João não ocorreu da forma tradicional. Já a realização da tradicional Romaria, outro evento de grande porte no munícipio, ainda é dúvida.

Nesse sentido, o jornalista Fábio Machado, do Portal Correio Camponovense, entrevistou nesta terça-feira (07), o Pároco da Paroquia São João Batista, Dirceu de Rocco, onde abordou o tema sobre o possível cancelamento da 43° Romaria em honra a Nossa Senhora Aparecida, e um formato diferente para a rifa da festa, que sempre contou com uma premiação expressiva.

Padre Dirceu faz uma explanação sobre as incertezas das programações religiosas agendadas nos próximos meses como a 43° Romaria em honra a Nossa Senhora Aparecida.

De acordo com o Padre, Dirceu de Rocco, a exemplo da festa de São João Batista, onde a paroquia realizou na parte festiva apenas a venda de cucas, que gerou lucro de R$12 mil, deve ser seguido numa possível realização alusiva a 43° Romaria, evitando o máximo à aglomeração das pessoas.

“Já a tradicional a realização da rifa com prêmios como carro 0Km entre outros, não deve ocorrer esse ano com a venda de números de rifas, isso já está suspenso por parte da organização da 43° Romaria”, informou Dirceu de Rocco. Segundo o padre, a comissão estuda a possibilidade em realizar uma rifa mais reduzida com auxílio de empresas do município, como forma de colaboração para manter os trabalhos da Paroquia São João Batista, mas isso ainda não está definido.

“Na questão religiosa ainda estamos em dúvida em relação ao que vai acontecer nos próximos meses devido à pandemia do Covid-19. Todos nós sabemos que a romaria traz um número muito grande de fieis de vários estados a Campos Novos, para participarem do evento religioso. Mas, claro quando se aproxima o mês de agosto e setembro já devemos definir se vamos realizar ou não, a 43° Romaria de Nossa Senhora Aparecida. A nossa prioridade no momento é prezar pela saúde dos fies”, ressalta o Pároco.       

“Nós poderíamos realizar a tradicional caminhada no dia 12 de outubro até o Santuário de Nossa Senhora Aparecida com uma celebração religiosa, a gente está estudando a possibilidade de organizar com toda segurança aos fies com envolvimento do Bombeiro, Policia Militar entre outras entidades do município, devemos decidir isso nos próximos dias, mas neste primeiro momento a realização da 43° Romaria está suspensa”, finalizou o Pároco Dirceu de Rocco.

Jornalismo Correio Camponovense “ A informação na hora certa”



Comentários
0 Comentários