20 de novembro de 2020

Milho: com seca, produção em Campos Novos deve sofrer perdas, diz Copercampos

 


As lavouras de milho verão 2020/2021 em Campos Novos, na região central de Santa Catarina, continuam afetadas pelo clima marcado por chuvas irregulares e perdas deverão ser registradas, embora ainda não tenham sido estimadas, segundo boletim da Cooperativa Regional Agropecuária de Campos Novos Ltda (Copercampos).

 De acordo com o departamento técnico, as precipitações ocorrendo de forma isolada, aquém do volume necessário para garantir um bom desenvolvimento do cereal. “Em algumas áreas não chove há oito dias, em outras há 20 dias e a situação segue complicada, uma vez que novas precipitações são esperadas para a região apenas no dia 27 de novembro”, disse a entidade em nota.

As áreas cultivadas com milho voltado a produção de grãos, ocupando 13,5 mil hectares, seguem em crescimento vegetativo. Já os 1,5 mil hectares destinados ao cultivo de silagem nem conseguiram ser plantados ainda, restando
uma área em torno de 3% para ser cultivada.

A expectativa de rendimento inicial esperada nas lavouras de milho de verão era de 12 mil quilos por hectare de milho na região de Campos Novos, mas tende a ser revista devido ao clima desfavorável.

O mais recente levantamento de Safras & Mercado estima uma área cultivada para o estado de Santa Catarina de 700,094 mil hectares de milho na safra verão 2020/2121, 1,2% abaixo dos 708,796 mil hectares cultivados na temporada anterior (2019/20).

A produção de milho deverá atingir 4,025 milhões de toneladas, abaixo das 4,378 milhões de toneladas colhidas na safra verão 2019/20. A produtividade média deve ficar em 5.750 quilos por hectare, aquém dos 6.177 quilos colhidos na temporada anterior (2019/20).


Fonte: Canal Rural 

Comentários
0 Comentários