15 de março de 2021

Com doação de terreno aprovada, AMA pretende iniciar obras da sede própria em 2021




Os vereadores aprovaram por unanimidade, a doação de um terreno de 2,7 mil metros quadrados para a construção da sede própria da Associação dos Pais e Amigos dos Autistas (AMA) Campos Novos. A doação de iniciativa da Prefeitura de Campos Novos teve lei autorizativa sancionada pelo prefeito Silvio Alexandre Zancanaro no dia 5 de março. O terreno está localizado no Bairro Santo Antônio, no Loteamento Novo Orlando, e a doação representa uma grande conquista para a entidade que oferece atendimento assistencial e educacional especializado aos portadores de Transtorno do Espectro Autista (TEA). A AMA, desde sua fundação em 2009, funciona em imóveis alugados, sempre gastando com reformas e adaptações para proporcionar um ambiente com condições aos seus usuários.

“Há muitos anos estamos buscando construir nossa sede própria e oferecermos um espaço apropriado para os atendimentos aos autistas. O prefeito comprometido com as instituições do município, nos ouviu e entendeu que o município deveria fazer sua parte com relação a esse trabalho oferecido pela AMA e repassou esse terreno, o qual foi escolhido pela diretoria da AMA”, explicou a diretora da AMA, Vera Durli.

A diretora explicou que o projeto da obra foi finalizado no ano passado pelo departamento de engenharia da Associação dos Municípios do Planalto Sul de Santa Catarina (Amplasc) e a entidade já conta com parte dos recursos para as obras, orçada em mais de R$ 2 milhões. Segundo a lei, a entidade terá um ano a partir da sanção para iniciar as obras e 24 meses para concluí-las. Caso os prazos não sejam cumpridos, sem justificativa para a prorrogação, o imóvel será revertido ao município.

O projeto contempla espaços administrativo e clínico. O centro administrativo terá 748,46 m², incluindo espaço para cozinhas, refeitórios, banheiros, área para clube de mães, além de área administrativa. Os dois blocos para salas de aula terão cada um, área de 215,52m², sendo no total oito salas de aula com banheiro e varanda independente; preservando os estudantes por idade, grau de autismo, dentre outras características. O espaço clínico contará com 570m² para os atendimentos multiprofissionais prestados aos autistas.

“O projeto foi idealizado pela equipe da Amplasc, que é parceira da AMA e em paralelo a tramitação da doação do terreno quem vem desde 2019 na Prefeitura, a AMA buscou recursos para a construção. Captamos a metade do valor, com recursos em caixa aguardando para iniciar as obras em 2021. Com captação dos recursos de abatimento do imposto de renda via Fundo da Infância e Adolescência, captamos R$ 840 mil que será para o bloco clínico. O deputado Titon nos atendeu e repassou uma emenda de R$ 548 mil depositada ainda no ano passado para o bloco de salas de atendimento. Em 2021 recebemos mais um repasse do deputado Romildo Titon de R$ 400 mil para um consultório odontológico. Ainda resta captação de R$ 1 milhão para concluir a obra, cujos projetos já foram encaminhados para as empresas parceiras nesse ano”, explicou Vera Durli.

Comentários
0 Comentários