Header Ads Widget

ANUNCIO NOTICIAS SUPERIOR

Funcionários da Eletrosul Campos Novos em greve contra privatização da estatal

 


Funcionários da Eletrosul, empresa controlada pela Eletrobras e vinculada ao Ministério de Minas e Energia, Subestação de Campos Novos, estão em greve contra a privatização da estatal e o descumprimento do acordo coletivo de trabalho. Os empregados temem que a venda da empresa para a iniciativa privada provoque demissões em massa.

 

Segundo o Sindicato dos Urbanitários, responsável pela manifestação, 70% dos trabalhadores da Eletrobras aderiram à greve que teve inicio nessa terça-feira (15) e deve durar 72 horas.

 

A privatização da Eletrobras foi sugerida pelo governo federal em dezembro do ano passado, mas o projeto foi entregue ao Congresso Nacional em fevereiro. Tratado como prioridade na agenda econômica, o texto foi aprovado pela Câmara em maio e será discutido pelo Senado nesta quarta-feira (16) . No entanto, o projeto deve voltar para análise de deputados antes de ser entregue para a sanção do presidente Jair Bolsonaro.

 

Os congressistas tentam agilizar a aprovação definitiva da matéria e fecharam acordo para tratar o tema como prioridade. O prazo final para sanção da medida provisória é 22 de junho, caso contrário à proposta perderá a validade.

 

De acordo com  Vandro Martins, representante sindical do STIEEL , Sindicato dos Trabalhadores na Indústria de Energia Elétrica, a principal preocupação,  além de possíveis demissões é com o preço da energia elétrica.


"Inevitavelmente o preço da energia  vai subir no mínimo 20%, por conta da " descotizacão" das usinas mais antigas, sem falar é claro da possibilidade de apagão com a atual crise hídrica.  Soma descotizacão mais crise hídrica,  e teremos nos próximos anos um aumento no preço da energia elétrica que consideramos , neste momento de pandemia,  desnecessário para a população brasileira.  Não é o momento de privatizar e sim de Vacinar e retomar a economia,  depois se pensar na privatização. Esse governo inverte as prioridades e quem sofre é o povo", enfatiza Vandro .





Postar um comentário

0 Comentários

ANUNCIO RODAPÉ NOTICIAS