Header Ads Widget

ANUNCIO NOTICIAS SUPERIOR

Clareamento dental se destaca entre os procedimentos estéticos na odontologia

 


Atualmente todo mundo sonha com aquele sorriso bonito e branquinho. Então, a Dra. Caroline Stofella conversou conosco mais sobre o clareamento dental, porque mesmo que a finalidade seja apenas estética, não dispensa o acompanhamento de um profissional, pois o procedimento envolve o uso de substâncias químicas, como os agentes clareadores peróxido de carbamida e peróxido de hidrogênio.

Há a possibilidade de realizar o tratamento caseiro, clínico ou ainda a combinação de ambos. Ao optar pelo procedimento caseiro, o dentista orienta o processo e indica o desenvolvimento de uma moleira para que o próprio paciente faça a aplicação do gel. “Nessa técnica, a colaboração do paciente é imprescindível para um resultado satisfatório do tratamento”, enfatiza.

Se a técnica de clareamento escolhida for diretamente no consultório, precisa ser avaliado conforme o caso e, a partir disso, definindo a quantidade de sessões. Sobre a possibilidade de combinar as técnicas caseira e clínica para obter um resultado mais rápido e satisfatório, Caroline explica que é preciso analisar particularmente o paciente para indicar se há necessidade.

 


Mitos e verdades:

Um dos mitos que envolve o clareamento dental é se ele enfraquece ou não os dentes. Na verdade, o procedimento não é abrasivo, ele consiste em uma reação química, portanto não afeta a estrutura, ou seja, não enfraquece os dentes.

Outro ponto importante é sobre a alteração da sensibilidade. Nesse caso, alguns pacientes podem apresentar esse sintoma durante ou após o tratamento, devido à ação do gel clareador. “De modo geral, são sensibilidades passageiras, que também podem ser resolvidas com produtos dessensibilizantes e o uso de creme dental especial para dentes sensíveis”, diz Dra. Caroline.

Ainda que seja apenas para fins estéticos, o clareamento dental tem restrições e não é recomendado a crianças, gestantes, pacientes que apresentam doenças periodontais ou alergia aos componentes da fórmula do clareador.

Um dos mitos, é que não pode consumir alimentos com pigmentos escuros durante o tratamento. Dra. Caroline enfatiza que “Desde de 2015 estudos mostram que bebidas com pigmentos não alteram o resultado final do seu tratamento! Então pode continuar tomando seu cafezinho, vinho e sucos e ter dentes branquinhos durante o tratamento!”.

E ai gostou das dicas sobre clareamento dental?

Para saber mais, acompanhe a Dra. Caroline pelas redessociais (@carolinestofella), e agende sua avaliação gratuita no consultório Caroline Stofella Odontologia.

Dentista: Caroline Stofella / CROSC 20757



Postar um comentário

0 Comentários

ANUNCIO RODAPÉ NOTICIAS