17 de dezembro de 2020

Dupla é presa com objetos roubados de joalheria de Monte Carlo

 



No dia, 15, policiais da 3ª Companhia do 15º Batalhão de Polícia Militar (BPM) tiraram de circulação dois homens, em Monte Carlo, por terem cometido roubo em uma joalheria no centro da cidade.


Por volta das 10h, a Central de Operações da Polícia Militar (Copom) acionou uma guarnição para deslocar até a joalheria, onde teria ocorrido o assalto. Chegando lá, os policiais rapidamente conversaram com a vítima, que era funcionária, que informou as características físicas dos autores e o rumo que teriam seguido.


Como os homens haviam fugido a pé, os policiais logo iniciaram as buscas com auxílio de câmeras, de vários estabelecimentos comerciais. Com isso, conseguiram identificar que os envolvidos fugiram em um Fiat/Palio de cor vermelho, com placas do Mercosul.


Já na tarde do dia seguinte, com apoio da guarnição de Fraiburgo, próximo à Ilha da Imaribo, as guarnições se depararam com dois homens andando a pé, sendo que um deles parecia ser um dos supostos envolvidos.


Na busca pessoal, nos dois envolvidos, foram encontrados objetos que ligavam aos mesmos levados no roubo. Questionados, ambos acabaram confessando a autoria e disseram que entregariam os produtos levados, inclusive os dois simulacros de armas utilizados no crime.


No local indicado por eles, os policiais encontraram diversos objetos dentro de uma sacola, em um cômodo. Eram relógios, anéis e ainda os dois simulacros, sendo um de revólver e outro de pistola. 


Diante dos fatos, foi dada voz de prisão à dupla, que foi conduzida à Delegacia de Polícia Civil de Fraiburgo.


Vale ressaltar que Delegacia de Polícia Civil de Fraiburgo havia sido informada no dia anterior pela Agência de Inteligência (AI), a respeito da situação e fez a elaboração de um relatório com o pedido de prisão preventiva, haja visto, não estarem mais em situação de flagrância, sendo que poderiam ser liberados sem esse pedido de prisão. Que em posterior análise ao pedido do delegado da Delegacia de Polícia Civil da Comarca de Fraiburgo o Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) e o Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC) se manifestaram favoráveis sendo concedida a prisão preventiva de ambos os envolvidos. 

Fonte: PM Fraiburgo

Comentários
0 Comentários