9 de setembro de 2020

COVID-19: região da AMPLASC sai do risco vermelho (gravíssimo)

 


Boletim divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde nesta quarta-feira (9) aponta que Santa Catarina tem três regiões em risco gravíssimo: Laguna, Alto Vale do Rio do Peixe, e Nordeste. ?O número caiu em relação à semana passada, quando eram cinco regiões nesta situação.

Além disso, são 12 regiões em risco grave: Grande Florianópolis, Carbonífera, Extremo-Sul, Alto Uruguai Catarinense, Foz do Rio Itajaí, Médio Vale do Itajaí, Alto Vale do Itajaí, Planalto Norte, Xanxerê, Serra, Meio-Oeste e Oeste.

O boletim mostra um arrefecimento da doença no Estado. O número de regiões em risco gravíssimo é o menor desde o início da avaliação de risco regional. No final de julho e início de agosto, eram 12 regiões com classificação gravíssima.

O Extremo-Oeste saiu de risco grave (laranja) para risco alto (amarelo). 

Para realizar a avaliação, o governo do Estado leva em consideração os índices de casos ativos e recuperados, incidência, letalidade e velocidade de avanço do vírus.

Conforme cada classificação, os gestores são orientados a seguir uma série de ações, que variam desde o reforço nas medidas de isolamento social, aumento na testagem e isolamento de casos, reorganização dos fluxos assistenciais, e ampliação de leitos.

 

AMPLASC


Segundo o boletim do estado a região da AMPLASC saiu do risco vermelho (gravíssimo) para o laranja (grave).

Em atualização ontem terça, 08, a Amplasc contabilizava 2.036 casos confirmados de Coronavírus, com 57 suspeitos no total, 1916 curados, 97 ativos e 24 óbitos. A Amplasc reúne 07 municípios.

Em classificação de casos estão:

 

Campos Novos: 1175;

Zortéa: 299;

Monte Carlo: 260

Abdon Batista: 119;

Celso Ramos: 88;

Vargem: 66

Brunópolis: 29


Via: Jornal O Celeiro



Comentários
0 Comentários